Concurso Público Analista Judiciário SP 2019

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo) breve anunciará a abertura de um novo concurso público a fim de prover cargos de nível superior, mais especificamente, Analista Judiciário. Veja abaixo as principais informações como número de Vagas, Requisitos, Edital e Inscrições e fique por dentro de tudo sobre o concurso público para Analista Judiciário SP 2019.

Requisitos Concurso Público Analista Judiciário SP 2019

Os requisitos básicos para a inscrição no Concurso Público Analista Judiciário SP 2019 são: ter, no mínimo, 18 anos de idade; ter nacionalidade brasileira ou portuguesa. Sendo a nacionalidade portuguesa, é preciso observar se preenche os requisitos exigidos no estatuto de igualdade entre portugueses e brasileiros, e estar no gozo dos direitos políticos, conforme determina o art. 12, § 1º da Constituição Federal; verificar se preenche as exigências para ocupação do cargo que pretende concorrer; ter carteira de identidade civil; estar quite com o Serviço militar (candidatos do sexo masculino); estar quite com Justiça Eleitoral; e, no caso de aprovação no concurso público, outros requisitos constantes no edital, gerais e específicos, devem ser observados.

Concurso Público Analista Judiciário SP 2019 – Vagas

Para o concurso público Analista Judiciário SP 2019 deverão ser ofertadas, segundo as expectativas, mais de 130 vagas para cargos de nível superior.

Concurso Público Analista Judiciário SP 2019 – Edital


O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo) deverá realizar o novo concurso através da Fundação Carlos Chagas (FCC), sendo que o edital estará disponível no site, cujo link é http://www.concursosfcc.com.br/

Salário para o Concurso Analista Judiciário SP 2019

A remuneração para provimento dos cargos na Analista Judiciário SP deverá ser em torno de R$ 11.006,00

Provas Concurso Analista Judiciário SP 2019

As provas a que serão submetidas os candidatos deverão ser objetivas e discursivas, de caráter eliminatório e classificatório.

Concurso Público Analista Judiciário SP 2019 – Inscrições

As inscrições para o concurso público Analista Judiciário SP deverão ocorrer no primeiro ou segundo semestre do ano de 2019, a depender do trâmite para divulgação do certame.

Os valores das inscrições também não foram divulgadas, devendo o candidato ficar atendo quando da publicação do edital.

O candidato que possuir deficiência deverá declarar no momento da inscrição a necessidade de realizar o certame com ledor ou prova ampliada e/ou informar dificuldade de locomoção.

Havendo a necessidade de fiscal ledor, este também irá transcrever as respostas do candidato para o cartão-resposta.

No caso de candidato que marcar a opção de deficiente visual (parcial) na inscrição, fará a prova que será confeccionada em letras ampliadas. Se houver necessidade, a prova será confeccionada em linguagem Braile.

Os portadores de deficiência auditiva, e que declararem essa condição no momento da inscrição, poderão fazer a prova com uso de aparelho auricular.

Preparação para o Concurso Analista Judiciário SP 2019

Abaixo iremos mostrar alguns pontos que devem ser estudados, em termos de conhecimentos gerais e específicos para os cargos do concurso público da Analista Judiciário SP 2019, lembrando que o edital deve ser atentamente lido, pois a matéria pode ser modificada.

  • Português

Interpretação de texto. Argumentação. Pressupostos e subentendidos. Níveis de linguagem. Articulação do texto: coesão e coerência. Termos da oração. Processos de coordenação e subordinação. Discurso direto e indireto. Tempos, modos e vozes verbais. Classes de palavras. Flexão nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Ocorrência da Crase. Ortografia e acentuação. Pontuação. Equivalência e transformação de estruturas. Redação.

  • Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático

Números inteiros e racionais: operações (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação); expressões numéricas; múltiplos e divisores de números naturais; problemas. Frações e operações com frações. Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partes proporcionais; regra de três; porcentagem e problemas. Estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios; deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de: raciocínio verbal, raciocínio matemático, raciocínio sequencial, orientação espacial e temporal, formação de conceitos, discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas.

  • Noções de Informática

Noções de sistema operacional (ambientes Linux e Windows 7, 8 e 10). Edição de textos, planilhas e apresentações (ambientes Microsoft Office 2010, 2013 e LibreOffice 5 ou superior). Redes de computadores: Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e Intranet; Programas de navegação (Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome); Programas de correio eletrônico (Microsoft Outlook e Mozilla Thunderbird); Sítios de busca e pesquisa na Internet; Grupos de discussão; Redes sociais; Computação na nuvem (cloud computing). Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. Segurança da informação: Procedimentos de segurança; Noções de vírus, worms e outras pragas virtuais; Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, anti-spyware etc.); Procedimentos de backup; Armazenamento de dados na nuvem (cloud storage).

  • Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência (Resolução CNJ nº 230/2016 – art. 19)

Inclusão, direitos e garantias legais e constitucionais das pessoas com deficiência (Lei nº 13.146/2015; Lei nº 11.126/2005 e Constituição Federal). Normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida (Lei nº 10.098/2000 e Decreto 5.296/2004). Prioridade de atendimento às pessoas portadoras de deficiência (Lei nº 10.048/2000 e Decreto 5.296/2004). Direitos no sistema de transporte coletivo (Lei nº 8.899/1994) e Decreto 3.691/2000). Símbolo de identificação de pessoas portadoras de deficiência auditiva (Lei nº 8.160/1991). Normas de apoio às pessoas portadoras de deficiência e sua integração social (Lei nº 7.853/1989 e Decreto 3.298/1999).

  • Legislação e ética no serviço público

Ética e moral. Ética, princípios e valores. Ética e democracia: exercício da cidadania. Ética e função pública. Ética no Setor Público: Estatuto de Ética Profissional do Servidor do TRT da 6ª Região. Lei nº 8.112/1990 e alterações posteriores: Provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; Direitos e vantagens; Regime disciplinar: deveres, proibições, acumulação, responsabilidades, penalidades, processo administrativo disciplinar. Lei nº 8.429/1992 e alterações posteriores: disposições gerais, atos de improbidade administrativa.

 Dos Cargos do Concurso Analista Judiciário SP 2019

Abaixo informaremos algumas atribuições do cargo de Analista Judiciário, devendo o candidato ficar atento quando da divulgação do edital para leitura completa das atribuições do cargo, referente a cada uma das diversas áreas que deverão ser disponibilizadas.

Analista Judiciário – Área Judiciária: entre as diversas atribuições estão a de analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres; proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer; fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, órgãos julgadores e unidades do Tribunal; inserir, atualizar e consultar informações em base de dados; verificar prazos processuais; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
Analista Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Contabilidade: entre as diversas atribuições estão a de executar atividades relativas à elaboração do orçamento, planificação de contas, detalhamento de despesas, serviços contábeis, balanços, balancetes, demonstrativos de movimento de contas, cálculo de faturas, tabelas de vencimentos, folhas de pagamento e organização de processos de prestação de contas; elaborar planos, projetos e relatórios relativos à área de atuação; realizar perícias contábeis e cálculos judiciais etc.
Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Engenharia (Segurança do Trabalho): entre as diversas atribuições estão a de executar atividades relacionadas a prevenção e controle de riscos dos locais de trabalho e das instalações e equipamentos; elaborar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes a segurança e à higiene do trabalho; vistoriar, avaliar, realizar perícias, emitir pareceres e laudos técnicos etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *