Concurso Público TJ RS 2019

O TJ RS deve abrir, em breve, novo concurso público a fim de prover cargo de nível médio, e superior. Veja abaixo as principais informações como número de Vagas, Requisitos, Edital e Inscrições e fique por dentro de tudo sobre o concurso público para TJ RS 2019.

Requisitos Concurso Público TJ RS 2019

Os requisitos básicos para a inscrição no Concurso Público TJ RS 2019 são: ter, no mínimo, 18 anos de idade; ter nacionalidade brasileira ou portuguesa. Sendo a nacionalidade portuguesa, é preciso observar se preenche os requisitos exigidos no estatuto de igualdade entre portugueses e brasileiros, e estar no gozo dos direitos políticos, conforme determina o art. 12, § 1º da Constituição Federal; ter carteira de identidade civil; estar quite com o Serviço militar (candidatos do sexo masculino); estar quite com Justiça Eleitoral; e, no caso de aprovação no concurso público, outros requisitos constantes no edital, gerais e específicos, devem ser observados.

Concurso Público TJ RS 2019 – Vagas

Para o concurso público TJ RS 2019 a expectativa é de abertura de mais de 10 vagas para cargo de nível médio e superior.

Concurso Público TJ RS 2019 – Edital


O TJ RS deverá realizar o novo certame através da FAURGS, sendo que o edital poderá ser acessado, quando de sua publicação, no site cujo link é http://portalfaurgs.com.br/concursos

Salário para o Concurso TJ RS 2019


A remuneração para provimento do cargo nível médio no TJ RS deverá ficar em torno de R$ 4.713,00, e para cargos de nível superior entre R$ 9.680,00 – R$ 11.073,00.

Provas Concurso TJ RS 2019

As provas a que serão submetidas os candidatos deverão ser: objetiva, etapa única, de caráter eliminatório e classificatório para cargos de nível médio; prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, e prova de títulos, para cargos de nível superior.

Concurso Público TJ RS 2019 – Inscrições

As inscrições para o concurso público TJ RS, para provimento de cargos de nível médio, técnico e superior, deverão ser abertas no primeiro ou segundo semestre do ano de 2019.

Os valores das inscrições ainda não foram anunciados, e os candidatos deverão ficar atentos ao edital, quando de sua publicação.

O candidato que possuir deficiência deverá declarar no momento da inscrição a necessidade de realizar o certame com ledor ou prova ampliada e/ou informar dificuldade de locomoção.

Havendo a necessidade de fiscal ledor, este também irá transcrever as respostas do candidato para o cartão-resposta.

No caso de candidato que marcar a opção de deficiente visual (parcial) na inscrição, fará a prova que será confeccionada em letras ampliadas. Se houver necessidade, a prova será confeccionada em linguagem Braile.

Os portadores de deficiência auditiva, e que declararem essa condição no momento da inscrição, poderão fazer a prova com uso de aparelho auricular.

Preparação para o Concurso TJ RS 2019

Abaixo iremos mostrar alguns pontos que já podem ser estudados para o cargo do concurso público da TJ RS 2019. É preciso lembrar que, sendo publicado, o edital deve ser atentamente lido para acesso completo ao conteúdo programático.

  • Língua Portuguesa

Ortografia. Sistema oficial (emprego de letras, acentuação, hífen, divisão silábica). Relações entre sons e letras, pronúncia e grafia. Morfologia. Estrutura e formação de palavras. Classes de palavras. Flexão nominal da língua portuguesa: padrões regulares e formas irregulares. Flexão verbal da língua portuguesa: padrões regulares e formas irregulares. Morfossintaxe e Sintaxe. A oração e seus termos. Emprego das classes de palavras. Sintaxe de colocação das palavras. Regência nominal e verbal da língua portuguesa. Concordância nominal e verbal da língua portuguesa. O período e sua construção. Período simples e período composto. Coordenação: processos, formas e sentidos. Subordinação: processos, formas e sentidos. Equivalência entre estruturas; transformação de estruturas. Discurso direto, indireto e indireto livre. Uso da crase. Pontuação: sinais, seus empregos e seus efeitos de sentido. Semântica. Significação de palavras e expressões. Relações semânticas entre palavras e expressões (sinonímia, antonímia, hiponímia, homonímia, polissemia). Conotação e denotação; sentido figurado, sentido literal. Relações semânticas, lógicas e enunciativas entre frases. Valores semânticos das classes de palavras. Valores dos tempos, modos e vozes verbais. Efeitos de sentido da ordem de expressões na oração e no período. Leitura, análise e interpretação de texto. Variedades de linguagem, tipos e gêneros textuais, adequação de linguagem. Elementos de sentido do texto: coerência e progressão semântica do texto; relações contextuais entre segmentos de um texto; informações explícitas, inferências válidas, pressupostos e implícitos na leitura do texto. Elementos de estruturação do texto: recursos de coesão; função referencial de pronomes; uso de nexos para estabelecer relações entre segmentos do texto; segmentação do texto em parágrafos e sua organização temática. Interpretação do texto: identificação do sentido global de um texto; identificação de seus principais tópicos e de suas relações (estrutura argumentativa); síntese do texto; adaptação e reestruturação do texto para novos fins retóricos.

  • Língua Inglesa

Compreensão e interpretação de textos escritos em Língua Inglesa. Recursos linguísticos construtores de sentido: anafóricos, dêiticos, conectores. Enunciados e sua significação: pressupostos, subentendidos e implícitos. Significação lexical, relações de sentido e campos semânticos. Formação de palavras e funções sintáticas. Tempos e modos verbais: formas, funções, usos, complementos. Relações de sentido coordenativas e subordinativas.

Dos Cargos do Concurso TJ RS 2019

Abaixo informaremos algumas atribuições de cargos de nível médio e superior que deverão constar no edital, devendo o candidato ficar atento quando da divulgação do mesmo para conhecimentos dos cargos e áreas disponibilizadas:

Analista de sistemas (nível superior): entre as atribuições do cargos estão a análise e estabelecimento da utilização de sistemas de processamento automático de dados, com realização de estudo das necessidades, possibilidades e métodos relativos a estes, de modo a assegurar a exatidão e rapidez dos tratamentos das informações, executando, orientando ou assessorando o desenvolvimento, implantação e manutenção de planos, projetos, sistemas e versões de processamento de dados e tratamento de informações.

Programador (nível médio): entre as atribuições estão a elaboração e manutenção de programas de computação, devendo ser baseado nos dados que serão fornecidos pela equipe de análise, além de estabelecer os diferentes processos operacionais a fim de permitir o tratamento automático de dados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *